fbpx

A tecnologia está revolucionando a construção civil assim como tudo ao nosso redor, trazendo todo o segmento imobiliário para dentro da quarta revolução industrial, a indústria 4.0 [1], em que se otimiza não só a produção e a rentabilidade de um projeto, mas também a experiência final do cliente.

 

Com a inovação tecnológica é possível industrializar ainda mais as obras, reduzindo desperdícios e o seu tempo de execução. As tecnologias também impactam na gestão dos projetos e ainda conectam o cliente a internet das coisas (IoT) [2], implementando cada vez mais gadgets nos apartamentos com a finalidade de proporcionar maior conveniência e praticidade.

 

 

Industrialização da construção.

 

As inovações tecnológicas têm permitido que a construção civil industrialize todas as etapas de produção de um canteiro de obras, resultando em uma gestão mais eficiente dos recursos. Em outras palavras, a tecnologia não só tornou mais fácil construir como também gerir a obra.

 

Isso tudo agrega soluções que aumentam a produtividade e a segurança do trabalho, aceleram os prazos de construção, aprimoram os projetos e ainda permitem a entrega de uma obra com maior qualidade para o mercado.

 

Além disso, as novas tecnologias empregadas na construção civil permitem a elaboração de  modelos escaláveis de negócio com o objetivo de encontrar soluções inteligentes para o cotidiano da obra.

 

 

Imóveis conectados com o futuro.

Inovação imobiliária

Os imóveis apresentam soluções cada vez mais inteligentes por meio das novas tecnologias digitais.

 

É indiscutível que ao aprimorarmos um modelo de empresa por meio de tecnologias inovadoras, também entregamos melhores experiências aos clientes. Por exemplo, ao concebermos um empreendimento com a internet das coisas, estamos pensando na comodidade do morador ao ter tecnologias de automação e conectividade.

 

Isto constrói experiências positivas na rotina do cliente, que percebe valor nos diferenciais agregados por transformação digital. E esta percepção ainda extrapola a conveniência das automatizações, sendo notada também em tecnologias voltadas para a segurança (acesso digitalizado) e gestão de recursos (como elevadores inteligentes e luzes com sensor de presença).

 

 

Empreendimentos mais sustentáveis.

 

A industrialização da obra por meio de novas tecnologias tem um impacto direto na sustentabilidade do segmento, uma vez que ao otimizar os recursos, demanda menos matéria-prima da natureza e evita desperdícios. Isso sem contar os bons resultados na diminuição da poluição.

 

Mas o que realmente faz a diferença para que uma obra se torne mais sustentável são as tecnologias presentes no cotidiano dos moradores e que, mais do que impactar somente na construção, fazem toda a diferença ao longo de toda a vida do empreendimento.

 

Nesta categoria podemos destacar tecnologias como o uso de energia solar como fonte energética, processos para o reaproveitamento da água, bem como soluções que melhoram o desempenho térmico e acústico das unidades.

 

 

 

[1] A Quarta Revolução Industrial é uma revolução tecnológica que transformará fundamentalmente a forma como vivemos, trabalhamos e nos relacionamos. Em sua escala, alcance e complexidade, a transformação será diferente de qualquer coisa que o ser humano tenha experimentado antes.

 

[2] Internet das Coisas (Iot) é um conceito que se refere à interconexão digital de objetos cotidianos com a internet, isto é, uma rede de gadgets capazes de reunir e de transmitir dados.

 

 

Outros artigos:

 

Apartamentos inteligentes.

 

A revolução dos serviços de streaming.

 

A realidade virtual no mercado imobiliário.