fbpx

Chega o mês de junho, começa a seca e a temperatura esfria. Hora de tirar casacos, botas e cachecóis do armário, colocar a camisa quadriculada com bastante estilo e iniciar a turnê pelas paróquias, quadras e clubes de Brasília. Está aberta a temporada de festas juninas da cidade!

 

Para todo o lado o arraiá está montado, com bandeirolas, fogueiras, comidas típicas e quadrilha. A tradição, forte em todo o Brasil, ganha uma devoção particular no coração do brasiliense, que se organiza com amigos e parentes para se encontrarem nos mais badalados “são-joões” da cidade.

 

A programação é extensa, diversificada e para todos os gostos. É tanta festa, que em alguns lugares já começam no final de maio e normalmente avançam no calendário até agosto, mantendo as sanfonas animadas durante todo o inverno. Haja quentão para tamanha maratona!

 

 

São João tradicional.

Festa Junina em Brasília

As comidas típicas não podem faltar em um arraiá tradicional.

 

As festas juninas chegaram ao Brasil com os colonizadores, organizadas em forma de quermesses que celebravam os santos de grande devoção portuguesa do período, sendo eles São João Batista, Santo Antônio e São Pedro.

 

A roupa caipira resgata a essência interiorana da festa, cujas tradições e rotinas são revividas e celebradas com as encenações e danças das quadrilhas. As comidas típicas aos poucos se modernizam conforme o gosto e a necessidade do público, mas ainda é característica fundamental das barraquinhas.

 

Simulando uma mini cidade, toda festa junina oferece em suas barraquinhas, além das comidas diversas, doces regionais, bebidas como o quentão, cachaça e chocolate quente, jogos para as crianças, além de outras brincadeiras como a cadeia e correio elegante. Tudo isso embalado com muita música.

 

 

Festas juninas mais tradicionais de Brasília.

 

Há registros de festas juninas em Brasília desde o começo da cidade. Eram pequenas e nas quadras, crescendo depois para arraias maiores que ocuparam a Torre de TV e o parque por um tempo. Mas foi com a consolidação das comunidades nas paróquias mais antigas da Capital Federal que as quermesses tomaram forma e fama pela cidade. Seguidas, tempos depois, pelos grandes clubes na orla do Lago Paranoá.

 

Hoje podemos destacar algumas festas juninas obrigatórias em Brasília. A começar pelas quermesses, temos a festa da Paróquia Santo Antônio (911 sul) como destaque, acompanhada pelos tradicionais arraiás da Igrejinha (308/307 sul), Guadalupe (311/312 sul), Santa Cruz e Santa Edwiges (905 sul), Verbo Divino (609 norte), Santa Terezinha (Cruzeiro) e Sagrados Corações (Jardim Botânico).

 

Entre os clubes desponta a festa do Iate, sempre com uma enorme infraestrutura e grandes atrações. Outro arraiá com grande adesão é o do Clube Nipo, que adiciona à variedade de comidas típicas uma série de comidas japoneses, atraindo muita gente. Também vale a pena conferir a festa da AABB, Cota Mil e do Minas Tênis Clube.

 

 

Outras festas de São João.

 

Sendo hoje uma festa obrigatória no coração do brasiliense, os arraiás se espalharam conforme a cidade foi crescendo. Tomando proporções enormes como no Maior São João do Cerrado na Ceilândia. E presente em todos os bairros como o Arraial do Seu Norô (Noroeste), Festa Japonina (Park Way) e Arraiá de Águas Claras, só para citar alguns.   

 

Para finalizar, não podemos deixar de mencionar versões mais modernas das festas juninas em Brasília, que é a Festa do Seu João, a Festa Junina Fun Festival no parque da cidade e o Suvaco do João, organizado no Cruzeiro pelo tradicional bloco de carnaval Suvaco da Asa.

 

Leia também:

Os blocos de carnaval de Brasília.

 

Quatro dicas para aproveitar melhor o Lago Paranoá.

 

 

Imagens do artigo: Shutterstock e FreePik.