fbpx

Contextos extremos como uma pandemia mundial igual a essa que estamos vivendo exigem medidas diferenciadas que muitas vezes saem do processo normal de contratações e planejamento, bem como a gestão voltada para crise.

 

Estas mudanças de protocolos para medidas emergenciais descomplicam a burocracia e aceleram o andamento das ações necessárias para o novo desafio. No entanto, também abrem brechas para desvios de conduta, fraude e corrupção.

 

Por isso, a melhor forma de uma organização se proteger ao longo de uma crise como essa é manter o compromisso com os pilares de compliance agregados à cultura da empresa. Mesmo haja mudanças em algum processo por um período determinado, as ferramentas de compliance continuarão atuando com o mesmo propósito.

 

“Por meio da ativa atuação dos instrumentos de compliance, poder-se-á, por exemplo, garantir a adesão e o cumprimento de leis e aos novos regramentos que estão surgindo, diariamente, por conta do vírus; desenvolver e fomentar princípios éticos e normas de conduta para diminuir a transmissão, preservando a vida dos cidadãos; implementar normas e regulamentos de conduta com o objetivo de reduzir os índices de mortalidade e prejuízos à máquina estatal; criar sistemas de informação, evitando-se os boatos (“fakenews”); desenvolver planos de contingência e um articulado gerenciamento de crise; monitorar e eliminar conflitos de interesses; realizar avaliações de risco contínuas, periódicas e sistêmicas; desenvolver treinamentos constantes a toda a população; estabelecer relacionamento com os órgãos fiscalizadores, auditores internos e externos e associações relacionadas aos mais diversos setores da sociedade (entes públicos e privados).” [1]

 

Por fim, a melhor forma para que a instabilidade ocasionada pela pandemia tenha seu impacto amenizado de forma positiva é a contínua observância das práticas de conformidade, amparados sempre pelos valores de uma gestão íntegra e eficiente.

 

 

[1] Fonte: jus.com.br

 

 

Outros artigos:

 

Compliance: Regras do conflito de interesses.

A importância da denúncia para o compliance.

 

O que é o programa de compliance e a razão pela qual existe.