fbpx

Quem nunca sonhou em ter um imóvel na praia? Em um país tropical como o nosso, é difícil encontrar um bom brasileiro que nunca tenha lançado os olhos no infinito imaginando como seria ter a sua própria residência de veraneio em uma bela praia. Mas entre o sonhar e o realizar, há muito o que ponderar.

 

O caminho até fincar os pés na areia pode ser menos complicado do que muita gente imagina. Ainda mais nos dias de hoje em que você pode pesquisar preços, ver as ofertas e obter informações bem completas sobre imóveis com apenas um clique na internet.

 

O real desafio hoje para se realizar esse sonho é saber fazer a melhor escolha para o seu perfil. Dependendo da pessoa, o litoral brasileiro inteiro é opção de endereço para um imóvel na praia. E se já é difícil encontrar o endereço ideal procurando só na sua cidade, imagina sair olhando ao longo de toda costa brasileira?

 

Por isso, mantenha o foco e avalie pontualmente alguns critérios que podem facilitar bastante a sua procura, reduzindo consideravelmente as suas opções. Faça-se perguntas simples, como por exemplo: casa ou apartamento? Perto da praia ou pé na areia? Distante ou próximo da cidade onde eu moro?

 

A seguir, vamos abordar melhor esses critérios, ajudando a você a começar tirar esse projeto do papel.

 

 

Apartamento na praia.

Apartamento na praia

Optar por um apartamento pode significar segurança e economia.

 

Se por um lado os apartamentos não têm tanto espaço como em uma casa, podemos dizer que quando se está numa cidade praiana o seu quintal provavelmente é a própria praia e todos os diferenciais turísticos da região. Ninguém viaja para a praia para ficar na piscina. Ou senão iria para o clube.

 

Optar por um apartamento como imóvel na praia é simplificar bastante todo o processo, uma vez que você não precisar gerir uma obra à distância. Outra vantagem é a segurança. Você com certeza dorme mais tranquilo tendo um apartamento em um prédio que uma casa na rua.

 

O apartamento é ideal para quem viaja com família pequena, sendo bem mais fácil de se manter organizado e menos custoso que imóveis maiores. Além disso, geralmente conta com uma vista caprichada do litoral, enxergando mais longe no horizonte dependendo do andar. 

 

O desafio é encontrar o custo benefício ideal entre tantas opções no mercado. Não só chegando a uma localização que atenda perfeitamente as suas estadias, mas que agregue potencial de aluguel ao imóvel, para que você possa lucrar quando não estiver de férias.

 

Casa de praia.

Casa como imóvel na praia

Uma casa de praia pode se tornar um bom lugar para reunir família e amigos.

 

Agora, se você é do tipo apaixonado mesmo por praia, que passa suas férias inteiras sob o sol, e está disposto a enfrentar qualquer contratempo para ter uma residência de portas abertas para o verão, a casa de praia é para o seu perfil.

 

A vantagem sobre o apartamento é o espaço. Uma casa de praia pode receber mais gente, como amigos, outros parentes e até os colegas dos seus filhos, que podem vir a acompanhar a sua família na viagem. Também facilita para quem tem pet, integrando melhor o bichinho com a farra.

 

E por falar em farra, a casa de praia combina com perfis festeiros. Permitindo reunir mais gente ao seu redor, de modo a dividir o seu ambiente com muita alegria, acompanhado de pessoas queridas. Fazendo com que a festa perdure para depois do pôr do sol.

 

O desafio de se optar pela casa de praia é a construção e a manutenção. Mesmo que você opte por um imóvel pronto, é difícil encontrar quem não precise fazer uma reforma para entrar na nova residência. E manter tudo em funcionamento tem um custo que deve ser observado, afinal, estamos falando de uma casa para se cuidar.

 

 

Qual a minha praia?

 

Depois de avaliar se o seu perfil combina mais com apartamento ou casa, comece a delimitar o destino ideal para você passar os seus verões. A costa brasileira é tão extensa que as características das praias são bastante plurais, casando com diversos estilos.

 

Comece se perguntando: como é que eu vou chegar lá? De carros de avião? Se a resposta é de carro, privilegie um lugar mais perto e acessível para você. Depois se pergunte: mar de água quente ou de água fria? Praia com vegetação nativa preservada ou mais urbana, com completa infraestrutura de barraquinhas? Praia badalada ou praia deserta? Cidade pequena ou cidade maior? Com ondas para surf ou aquelas praias de água parada, quase um piscinão? Ideal para esportes como kite e wind surf ou exclusiva para o mergulho? As respostas para essas perguntas já vão reduzir bastante as suas possibilidades de escolha.

 

Por último, saiba que existe uma diferença de preço enorme para quem opta por um imóvel “pé na areia”, ou seja, sem nada separando você da praia, e literalmente de frente pro mar.

 

 

Investimento ou despesa?

 

A resposta depende de você. Há quem mantenha o imóvel à própria disposição o ano inteiro, esperando a hora em que o proprietário decide usufruir do bem. Se você pensa em gerir o seu imóvel na praia assim saiba que ele será uma despesa. Por isso avalie se esse custo realmente vale a pena.

 

Agora há quem transforme o imóvel em um grande investimento. A demanda por aluguel na alta temporada, com períodos de férias, réveillon, carnaval, semana santa e feriados prolongados pode render uma boa cifra com a locação.

 

Ainda mais se você optar por um desses aplicativos como o Airbnb que facilita alugar o seu imóvel para curtas estadias. Além de ser menos trabalhoso para você gerir, tem uma demanda muito maior de gente para fazer negócio.

 

 

Investir em imóvel na praia

Uma das casas mais desejadas do Airbnb no mundo está em Ubatuba – SP. Fonte: Revista Exame.

 

 

Dependendo da cidade onde se endereça o seu imóvel, algumas dessas datas pode ter uma procura bem grande, elevando bastante a diária para o imóvel. Saiba que uma das casas mais desejadas no mundo pelos viajantes do Airbnb em 2017 fica no Brasil, em Ubatuba, no litoral de São Paulo.

 

Considere esse potencial de aluguel quando for optar por um imóvel na praia. O investimento pode se pagar em um curto prazo se estiver nas localidades mais desejadas da costa brasileira. Veja alguns desse destinos na reportagem “as 14 cidades onde o aluguel por temporada ferve no Brasil” da Revista Exame.

 

 

Por fim, ter um imóvel na praia é pra você?

 

Antes de embarcar nesse projeto, faça essa pergunta pra você. Por mais que você goste do clima do litoral e almeje um imóvel de veraneio, talvez não seja o seu perfil. Basta se perguntar quantas vezes você viaja para a praia por ano. Ou se você prefere diversificar os destinos da suas férias desbravando outras regiões, climas e continentes.

 

Se você tem condições de dar um pulo ali na praia toda vez que se encaixa um feriado prolongado no calendário, aí sim o imóvel na praia pode ser mais interessante e melhor aproveitado. Independente do quanto você sonha em conquistar o seu lugar ao sol, pondere sobre todas essas coisas para não deixar o sonho virar pesadelo.

 

 

Demais imagens no post: FreePik