fbpx

O Parque da Cidade de Brasília é um dos maiores patrimônios da Capital Federal. Criado em conjunto pelos grandes gênios que fizeram a nossa cidade ser uma obra única no mundo, teve o paisagismo de Burle Marx, o urbanismo de Lúcio Costa e os projetos de arquitetura de Oscar Niemeyer e os azulejos de Athos Bulcão. Sendo uma demanda que visava suprir a necessidade de uma área de recreação completa para os brasilienses.

 

No projeto original do Plano Piloto, era para existir um Jardim Botânico na Asa Sul e um Zoológico na Asa Norte. Nenhuma das duas coisas se realizaram na inauguração da cidade, com o primeiro sendo implantado muito tempo depois próximo ao Lago Sul e o segundo no Guará. Porém, com a necessidade de ocupação da cidade para melhor definição de seus perímetros, decidiu-se recriar um parque zoobotânico na Asa Sul: o Parque da Cidade.

 

 

 

História.

 

Inaugurado em 1978 como Parque Rogério Pithon Farias, em homenagem ao filho do Governador Elmo Serejo morto em um acidente, o projeto logo chamou atenção por suas dimensões, ocupando uma área de 420 hectares, sendo o maior parque urbano da Ámerica Latina. Só para comparar, o Central Park em Nova York tem 320.

 

Somente em 1997 foi rebatizado com o nome atual, Parque Dona Sarah Kubitschek, pelo Governador Cristovam Buarque, bastante tempo depois da local já estar consolidado e imortalizado na letra da música “Eduardo e Mônica” da Legião Urbana. Canção famosa no país inteiro e que em breve se tornará um filme, tendo o parque como cenário.

 

Encontramos outra homenagem dentro do parque, feita para a menina Ana Lídia, assassinada brutalmente na década de 70 em Brasília. Um crime ainda mal resolvido que comoveu toda a cidade. O nome da garota batizada o icônico “Parque do Foguete”próximo ao Eixo Monumental.

 

A seguir, destacaremos algumas atrações imperdíveis do local.

 

 

Piscina de Ondas.

Parque da Cidade

Banhistas na piscina de ondas do Parque Recreativo Rogério Pithon Farias, o Parque da Cidade. Imagem: 1984. Wilson Pedrosa/CB/D.A Press. Brasil. Brasília – DF.

 

A antiga piscina de ondas inaugurada em 1978 chegava a receber 1,5 mil pessoas por semana, mas acabou desativada nos anos 90 por falta de manutenção. Atualmente é ocupada por eventos como festas e cinema ao ar-livre.

 

 

Parques infantis.

 

O parque possui diversas atrações e parquinhos para a criançada, espalhadas em toda a sua extensão. Destacamos entre elas o parque do castelinho, com uma infraestrutura que simula um castelo medieval adequado à altura das crianças. Isso mesmo! Lá dentro os adultos têm que se inclinar para não bater a cabeça no teto.

 

Kartódromo Carreira Kart.

 

Para quem é apaixonado por velocidade, o Carreira Kart possui um circuito completo para você alugar um kart e participar de uma bateria, incluindo aí, tomada de tempo com volta de classificação e uma corrida. Ótimo para ir com os amigos.

 

 

Parque de Diversões Nicolândia.

Parque da cidade

Parque Nicolândia. Imagem Nova Nicolândia.

 

Um tradicional parque de diversões com roda gigante e monta-russa bem no coração cidade, próximo ao eixo monumental e do estacionamento 12. Possui atrações para todas as idades sendo um excelente programa para toda a família. Além disso, as luzes dinâmicas e brilhantes das atrações roubam a cena na área central da cidade.

 

 

Praça das Fontes.

 

A Praça das fontes é uma enorme infraestrutura de paisagismo assinada por Roberto Burle Marx, tendo todos os elementos notórios do estilo consagrado nos grandes trabalhos do mestre. Um cenário quase exótico, hoje um pouco abandonado, que tem servido para abrigar shows e eventos diversos para a população.

 

 

Parque Ana Lídia.

Parque Ana Lídia.

Parque Ana Lídia. Imagem Infância Cresce

 

O local é um enorme parquinho no modelo clássico dos playground dos anos 50, com inúmeros brinquedos construídos com formas temáticas que remetem desde contos de fadas até  à conquista do espaço sideral. O destaque é o icônico foguete colorido que é um dos passatempos prediletos da criançada.

 

 

Expediente do Parque:

 

Asa Sul. Livre acesso 24 horas por dia e sete dias por semana.

O que você vai encontrar no parque:

– 49 churrasqueiras

– 8 quadras de futebol de campo

– 1 quadra de futebol de areia

– 3 quadras de Beach Tennis

– 14 quadras poliesportivas

– 5 quadras de vôlei de concreto

– 5 quadras de vôlei de praia

– 2 quadras de futevôlei

– 1 quadra de frescobol

– 2 quadras de vôlei de saibro

– 5 quadras de tênis de concreto

– 6 playgrounds

– 16 conjuntos sanitários

– 6 parques infantis

– 5 pontos de encontros comunitários (PEC)

– 4 circuitos inteligentes

– Restaurantes, Hípica, Parque Temático e pista de Kart

 

 

Imagem em destaque: Tico Fonseca via Secretaria de Turismo do DF

 

 

Outros artigos interessantes:

 

A escala bucólica e os parques de Brasília

 

Jardim Botânico de Brasília.

 

O paisagismo de Burle Marx.

 

Onde pedalar em Brasília.

 

Os ipês de Brasília.

Quatro dicas para aproveitar melhor o Lago Paranoá.