fbpx

Muita gente associa Brasília com o arquiteto Oscar Niemeyer, sem saber que o verdadeiro pai do traçado foi o urbanista Lúcio Costa. Isso porque é comum as pessoas confundirem as duas disciplinas como se fossem uma coisa só, sendo pouco esclarecido o que faz um urbanista.

 

Mas o que faz um urbanista?

 

O profissional urbanista trabalha com o planejamento e desenvolvimento da cidade, por meio da elaboração de estudos, colaborando com a regulação e, inclusive, desenvolvendo projetos urbanos. Também atua na preservação e restauro de patrimônio histórico e pode se dedicar ao ensino e à pesquisa.

 

 

Pensando a cidade.

Arquuitetura e urbanismo

Foto de satélite da cidade de Brasília, DF. Imagem: NASA

 

Para entender melhor a diferença da atuação do arquiteto para o urbanista, basta ver que enquanto Niemeyer projetava os palácios, museus, a catedral e os demais prédios públicos, Lúcio Costa era o autor do Plano Piloto de Brasília.

 

Neste projeto, Lúcio Costa cria o conceito das suas quatro escalas urbanas: monumental, bucólica, residencial e gregária. A partir desses princípios, concebe o formato da superquadra, os eixos, a esplanada e tudo mais no “avião” de Brasília.

 

Ou seja, o urbanista não desenha apenas ruas e bairros, ele propõe conceitos e soluções para a vida social, buscando otimizar o convívio e a qualidade de vida do coletivo.

 

 

Planejamento Urbano.

 

Entre as possibilidades de atividades para o urbanista, podemos citar:

 

• Planejamento urbano;

• Desenvolvimento, criação e gestão de projetos urbanos;

• Elaboração de orçamentos;
• Supervisão, coordenação e orientação de projetos urbanos;

• Pesquisa, coleta de dados e estudo de realidades urbanas;

• Produção e divulgação técnica especializada;

• Coleta de dados;

• Estudo de viabilidade técnica e ambiental;

• Vistoria, perícia, laudo e parecer técnico;

• Desenvolvimento, análise, experimentação, ensaio, padronização, mensuração e controle de qualidade;

• Execução de obra;

• Fiscalização e condução de obra.

 

 

Consultoria, pesquisa e ativismo.

Brasília

O urbanismo de Brasília foi concebido a partir de 4 escalas criadas por Lúcio Costa.

 

O urbanista pode trabalhar com consultoria para entidades públicas, bem como para a iniciativa privada. É possível atuar sob demanda dessa forma no desenvolvimento de projeto específicos para prefeituras ou empresas. Além de, como consultor, realizar pareceres técnicos e laudos.

 

Diversas universidades brasileiras contam com um departamento de urbanismo, voltados para a pesquisa e ensino. Também encontramos entidades públicas com grande volume de pesquisa no segmento, como o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, o IPEA.

 

Quanto ao ativismo urbano, esta é uma forma de se pensar a cidade visando o bem comum. Um exemplo clássico de ativismo urbano é o de Jane Jacobs, que impediu a construção da Lower Manhattan Expressway em Nova York, um monstro urbano composto por uma gigantesca avenida de dez faixas que atravessaria diversos bairros da cidade. Isso apenas mobilizando as pessoas por meio de reflexões na imprensa.

 

Outros artigos:

 

A poesia oculta no projeto de Brasília.

 

A superquadra modelo de Brasília.

 

A Escala Monumental de Brasília.