fbpx

Você provavelmente perdeu a conta de quantos anúncios de imóvel já viu com a frase “ótima localização”, não é mesmo? Embora seja um argumento banalizado, isso não significa que seja falso na maioria das propagandas, porque se o projeto é pensado de forma adequada para o endereço onde será construído e destinado ao público certo, isto tornará a localização verdadeiramente boa.

 

O que também não significa que seja ótima para você! Não é porque está em um bairro da moda, num ponto valorizado ou próximo ao transporte público que o endereço atenderá as suas necessidade específicas.

 

Abaixo separamos algumas dicas do que você deve observar na localização de um imóvel para decidir corretamente na hora da compra.

 

 

Acessibilidade.

 

A primeira coisa a se perguntar é: este endereço permite um fácil acesso ao trabalho e a escola das crianças? Entenda, morar longe dos principais destinos da sua rotina pode se tornar um fardo diário, principalmente se os acessos da região tiverem problemas de congestionamento no trânsito.

 

Uma alternativa para grandes distâncias pode até ser usar o metrô, quando houver a disponibilidade nas proximidades. Muitos moradores de Águas Claras, por exemplo, são servidores no Plano Piloto e conseguem chegar ao trabalho por meio da linha que liga as duas cidades. Mas não é sempre que se pode contar com isso.

 

 

Infraestrutura.

 

Você vai recorrer ao carro para tudo o que precisar fazer? Pense nisso! Ou será que a localização já conta com uma infraestrutura de comércio e serviços adequados às suas demandas cotidianas? Afinal, não tem coisa mais chata que ir na academia de carro, só para citar um exemplo. Confie, poder contar com uma boa infraestrutura na vizinhança irá poupar tempo e dinheiro no seu dia a dia.

 

“Sim, a infraestrutura é muito boa”, você avalia. Mas fica a pergunta: existe alguma coisa nos arredores do endereço que pode tirar a sua tranquilidade? Pode ser um bar com música ao vivo, falta de estacionamento ou até uma via de trânsito intenso que atrapalhe a sua paz. Sempre confira se a infraestrutura da região combina com você.

 

 

Segurança.

 

Nas grandes metrópoles brasileiras o quesito segurança pode variar bastante de um bairro para o outro. E o perigo nem sempre é aparente. Por isso, visite a localização em diferentes horários para conhecer a dinâmica das ruas. Questione os futuros vizinhos e comerciantes nas proximidades sobre o assunto e avalie os riscos para a sua família.

 

 

Lazer.

 

Pesquise o que a região oferece de lazer para você e a sua família. Assim, você não fica dependendo de realizar grandes trajetos para chegar a um parque, um cinema ou shopping. Vale a pena analisar até as opções de restaurantes para o almoço de domingo.

 

 

Valorização.

 

Mudar para um bom bairro não te dá a certeza de que o seu imóvel irá valorizar. Às vezes o bairro já está inflacionado ou muito valorizado, sem muito potencial para uma maior valorização com o tempo. Outras vezes se trata de um bairro ainda bem visto, mas que está começando a se desvalorizar por diferentes motivos, como excesso de oferta ou crescimento exagerado que afetou a qualidade de vida dos moradores. Analise sempre se a valorização é crescente e se existe potencial para continuar assim.

 

 

Mais importante de tudo: saiba o que você quer!

 

Observe todos os pontos acima, avaliando sempre a partir da sua perspectiva. Como dito no início do artigo, a localização será sempre boa quando contempla o projeto certo para aquele endereço (por exemplo: um apartamento com uma varanda grande quando se tem uma vista voltada para um parque), sendo ofertado ao público que valorizará a combinação proposta.

 

Se o seu estilo de vida combina com a localização, atendendo de forma adequada a sua rotina, basta ver se o prédio também se encaixa com o seu perfil e com o conceito do endereço. Lembrando sempre que a localização é bem mais do que o lugar onde você mora, é o cenário da sua vida!

 

Outros artigos.

 

 

O bairro Jardim Botânico de Brasília.

 

A Asa Norte é para se viver e ser vivida.

 

O SIG é o novo bairro corporativo de Brasília.

 

O bairro Park Sul de Brasília.

 

Guará, um pouco de Brasília fora do Plano Piloto.