fbpx

Brasília é um museu a céu aberto. E a fama não é por acaso, já que a cidade combina a arquitetura de escultor de Niemeyer com o paisagismo de pintor de Burle Marx. Isso tudo intercalado pelas obras diversas do artista plástico Athos Bulcão que tomou os blocos, igrejas, palácios e fachadas como moldura para sua arte, devidamente instalada na poesia urbana de Lúcio Costa.

 

E somente numa cidade em que até o design das placas de sinalização de rua entraram para o acervo do MOMA em Nova York, poderia haver um museu com uma alça externa no domo do edifício, propositalmente criada pelo arquiteto para que as pessoas parassem ali para contemplar a vista da cidade, o tal museu a céu aberto.

 

Contudo, a cidade feita de curvas, cores e design também reservou espaço para os museus. Tão interessantes e heterogêneos que destacamos alguns deles no texto a seguir.

 

Memorial Jk.

 

Localizado no Eixo Monumental, já na altura do Sudoeste, o Memorial JK guarda o acervo pessoal do Presidente Juscelino Kubitschek, documentos da construção da cidade e ainda acomoda um espaço fúnebre para os restos mortais do fundador da cidade. Um museu obrigatório para quem deseja conhecer melhor a história da Capital Federal.

 

 

Museu Nacional Honestino Guimarães.

Museus de Brasília

O Museu Nacional conta com uma alça externa em sua fachada para que as pessoas contemplem Brasília. Imagem: Wikipedia

 

Localizado na Esplanada dos Ministérios, integra o Complexo Cultural da República onde se endereçam os edifícios voltados para a cultura como a Biblioteca Nacional e o Teatro Nacional. É um dos principais espaços para grandes exposições na cidade, estando sempre demandado com novidades e constantemente ocupado pelos brasilienses.

 

Centro Cultural do Banco do Brasil.

 

Este moderno museu possui espaços multiusos para todos os tipos de exposição, já tendo recebido obras dos renascentistas aos modernistas. Ainda conta com instalações audiovisuais, cinema e mostras voltadas para a interação do público com a arte, incentivando sempre a experiência sensorial.

 

Também contempla um teatro, além de organizar workshops e debates variados com visitantes ilustres, shows e eventos diversos ao longo do ano, tendo sempre uma agenda interessante e movimentada.

 

 

Catetinho.

Os museus de Brasília

O Catetinho foi a primeira residência do Presidente da República. Imagem: GDF

 

A primeira residência oficial do Presidente da República na Nova Capital foi batizada de Catetinho para fazer referência ao Palácio do Catete no Rio de Janeiro, antiga sede do poder. Foi obra dos amigos de Juscelino Kubitschek, com croqui de Oscar Niemeyer, que o concebeu totalmente  despojado de pompa para combinar com as acomodações dos candangos durante a construção.

 

Ainda de pé e bem conservado, guardando a mobília, os itens, a decoração e os espaços originais do “Palácio das Tábuas”, ao visitá-lo fazemos uma viagem no tempo pela realidade da epopeia da construção de Brasília.

 

 

Memorial dos Povos Indígenas.

 

A arquitetura diferenciada remete a uma maloca redonda dos índios Yanomami, expondo em seu interior itens que refletem a diversidade e a riqueza da cultura indígena, com peças do acervo “Darcy-Berta-Galvão com destaque para a arte plumária dos Urubu-Kaapor; bancos de madeira dos Yawalapiti, Kuikuro e Juruna, máscaras e instrumentos musicais do Alto Xingu e Amazonas.” [1] Fica ao lado do Memorial JK.

 

 

Panteão da Pátria.

Museus em Brasília

Panteão da Pátria na Praça dos Três Poderes. Imagem: Museu Brasil

 

Localizado na Praça dos Três Poderes, o Panteão homenageia todos aqueles que se destacaram pela pátria brasileira, constando seus nomes no Livro de Aço”, também chamado “Livro dos Heróis e Heroínas da Pátria”, o qual confere o status de “herói nacional” a eles. Ainda conta com um espaço dedicado exclusivamente a memória de Tancredo Neves, cuja morte levou a concepção do projeto.

 

 

Outros museus.

 

Brasília tem muito o que mostrar! Por isso a quantidade de museus interessantes que valem uma visita não cabem numa lista tão curta. Podemos citar, por exemplo, o Museu de Valores do Banco Central, a Caixa Cultural, Museus da Câmara e do Senado, Museu Vivo da Memória Candanga, o Espaço Lúcio Costa, Museu da Imprensa, Museu do Automóvel e o Museus de Ciências Naturais no Zoológico.

 

Se você estive só de passagem pela cidade fica difícil conferir tantas atrações. Mas se Brasília é a sua residência procure um jeito para se programar para desbravar aos poucos todas as riquezas escondidas nessa cidade que por si só já é Patrimônio da Humanidade.

 

 

 

Outros artigos relacionados:

A poesia oculta no projeto de Brasília.

 

O paisagismo de Burle Marx.

 

A curva de Oscar Niemeyer.

 

Athos Bulcão está na moda e está em todo lugar.

 

Design inspirado em Brasília

 

Versos sobre Brasília.

 

Brasília, cidade criativa em design.

 

 

[1] Fonte: Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do DF.

Imagem em destaque: Shutterstock.com