fbpx

Não deixe o seu apartamento apenas no sonho. Você pode fazer muito mais do que promessas de ano novo para realizar essa vontade. Por isso, a Espaço Y separou algumas dicas para você montar o seu próprio “projeto ano novo, apartamento novo”.

 

A ideia é que você consiga começar a juntar dinheiro para o seu futuro imóvel, poupando o necessário para criar uma reserva vantajosa para o seu projeto. Aqui vamos dar algumas dicas de como reunir o capital necessário para o seu imóvel e explicar porque é vantagem entrar de cabeça nesse projeto.

 

 

Como juntar dinheiro para o meu apê?

 

Elimine dívidas, faça compras à vista.

 

O brasileiro se acostumou a parcelar suas compras, nunca calculando os juros que acaba pagando até em pequenas coisas do cotidiano.

 

Ao invés de comprar por impulso, planeje aquilo que você quer e aquilo que você precisa, e passe a juntar o dinheiro antes de comprar. Se está difícil não parcelar a conta do supermercado, pelo menos deixe para comprar à vista aquilo que pode esperar, que seja supérfluo e que não seja despesa urgente. Evitando juros, sobra mais dinheiro para se comprar à vista. Quando você se der conta, já estará pagando tudo sem parcelar.

 

Leve à sério os seus gastos.

 

O brasileiro só se importa com a gestão de gastos quando o dinheiro acaba. Leve isso à sério! Lá na frente vai fazer muita falta não ter esperado por promoções para renovar o guarda-roupa, ou deixado para trocar o carro num momento mais oportuno.

 

Planejar os seus gastos ajuda a visualizar se você realmente tem dinheiro para o estilo de vida que você leva, além de permitir que você economize fazendo negócios mais vantajosos.

 

Modere o seu estilo de vida.

 

Cada um tem a sua paixão, aquilo que não resiste. Para alguns é a balada, para outros é a moda. Há os que não resistam a um novo gadget e há aqueles que não param de viajar.

 

Você não precisa abrir mão de tudo o que você ama. Se a sua vibe é viajar, basta se planejar e viajar. Mas isso não significa que você precise ter também o smartphone mais moderno, as roupas da moda e o carro do ano. Priorize suas escolhas.

 

Faça sacrifícios para não abrir a mão daquilo que o move. Quanto ao resto, modere os gastos para economizar um dinheiro importante para o seu futuro.

 

Organizado as suas finanças, tenha uma meta de poupança.

 

Pesquise o valor do apartamento que você procura. Tendo uma noção real da cifra você pode estabelecer um percentual como meta para poupar todo mês. Tenha isso como um compromisso sagrado, como se fosse um gasto que você deve honrar.

 

Guarde 30% da sua renda.

 

Geralmente quando você financia um imóvel, você compromete até 30% da sua renda todo mês. E se você consegue se comprometer com esse valor em um financiamento, também consegue fazer isso agora. Além de se acostumar a não contar com essa parcela dos seus ganhos desde já, você passa a juntar um montante importante para a entrada do seu imóvel.

 

 

Não deixe o dinheiro parado.

 

Não deixe o seu dinheiro parado enquanto você o junta para comprar o seu apê. Faça com que ele trabalhe para você. Afinal, esse dinheiro pode ser aplicado em algum investimento financeiro para render ao longo do tempo.

 

Invista em uma aplicação segura de renda fixa, que tenha ganhos estáveis e previsíveis, com uma taxa de juros que renda acima da inflação para que o seu dinheiro cresça.

 

Os bancos e as corretoras de investimento têm profissionais que podem orientar a melhor modalidade de investimento e até gerenciar as suas reservas.

 

Investindo adequadamente, você encurta o tempo necessário para juntar um bom capital para a aquisição do seu imóvel.

 

Como economizar para comprar um apartamento

Planeje suas finanças. Imagem: Pexels.

 

Por que você precisa economizar?

 

Você precisa poupar no mínimo 20% do valor do imóvel para a entrada.

 

Tendo 20% do valor do imóvel para dar de entrada, é o primeiro passo para o seu novo apê, uma vez que a maioria dos financiamentos financiam até 80% do valor.

 

Quanto mais poupar, menos juros a pagar.

 

Quando menor o saldo devedor, menos juros a pagar. E por ser uma compra de valor alto, talvez o negócio da sua vida, vale a pena juntar mais para não ter até 30% da sua renda comprometida mensalmente por 30 anos.

 

Não espere chegar a hora de casar.

 

Se ainda não casou, se adiante juntando dinheiro para a futura casa do casal. Quando você poupa em cima da hora, acaba juntando pouco para abater no financiamento. Fora que os custos do casamento (aliança, festa, lua de mel) podem consumir boa parte dos seus recursos.

 

Poupe para os custos de escritura e documentação.

 

O processo de aquisição de imóveis demandam despesas como o ITBI (Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis), que reunidas podem chegar a 4% do valor do imóvel.

 

Economize para comprar um apartamento novo.

Aprenda a economizar para um projeto como esse. Imagem: Pexels

 

Tendo um valor maior para a entrada, você consegue negociar descontos melhores.

 

Não é só dos juros que você escapa. Quanto mais você poupar, maior o seu poder de negociação com as imobiliárias, afinal, é interessante e vantajoso para a construtora receber um montante maior.

 

Uma última dica!

 

Não se esqueça do seu FGTS  (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço). Você pode usá-lo para a aquisição e financiamento de imóveis. Lembrando que isso é só mais um diferencial para ajudar você a ter os recursos necessários para este passo tão importante na sua vida.

 

Imagens desse artigo: banco de imagem pexels.