fbpx

Reformar um apartamento demanda muito planejamento, sendo preciso organizar o financeiro, fazer projeto de decoração, contratar equipe de profissionais, comprar materiais, além de gerir a obra. E com tanta preocupação na cabeça, muitas pessoas esquecem de considerar algo fundamental durante o período de reforma: evitar brigar com os vizinhos.

 

Todo apartamento está inserido na realidade coletiva de um edifício, exigindo cuidados que vão desde se atentar às vigas e estruturas do prédio que não podem sofrer alterações enquanto você reorganiza o seu espaço, até lidar com transtornos gerados com seus vizinhos por conta de sujeira, barulho e danos.

 

Lembre-se que seus vizinhos são protegidos por lei contra qualquer abuso que possa ocorrer na obra, como o excesso de barulho. Há garantidas tanto no Novo Código Civil, num capítulo dedicado aos condomínios, como na lei federal nº 3.688 de 23 de outubro de 1941 (Lei das Contravenções Penais) que determina, em seu artigo 42, que não se pode perturbar o sossego alheio. Não vale a pena comprar essa briga.

 

Além disso, ainda há as normas específicas para reforma previstas em Convenção de Condomínio, importantes para serem observadas por haver a chance de apresentar regras ainda mais específicas.

 

Não cause transtorno aos vizinhos

Imagem: FreePik

 

Sendo assim, esteja preparado. Mesmo em pequenas obras como a reforma de um banheiro podem se tornar um exercício de diplomacia e paciência com os outros moradores. Por isso, inicie sua obra observando sempre as normas do regimento interno do condomínio, que estipula os horários em que são permitidas as obras, o espaço destinado para a entrega de materiais, entre diversas outras coisas.

 

Depois de analisar e entender as regras para iniciar a sua reforma, avise o síndico sobre a sua intenção. A administração do prédio pode ajudar muito nessas horas, revestindo as paredes do elevador com protetores acolchoados, programando limpeza das áreas comuns próximo a sua unidade ao final do dia e não sendo pega de surpresa pela reclamação de algum condômino.

 

Durante a obra, observe que em suas paredes passam canos e tubos comuns aos demais apartamentos. Por isso, antes de furar uma parede, consulte os desenhos das instalações de modo a se evitar danos às diversas instalações embutidas.

 

Tenha em mente, também, que o conjunto que atende à distribuição elétrica foi rigorosamente dimensionado e executado para uma determinada configuração de uso. Caso queira instalar um chuveiro com uma potência bem acima do padrão ou outro equipamento ou eletrodoméstico que demande muito da rede, verifique se a fiação e disjuntores estão adequados às especificações técnicas. Evitando, assim, por em risco seu apartamento e até causar uma sobrecarga no condomínio.

 

Por último, converse com os seus vizinhos. Avise com antecedência sobre a sua intenção de realizar uma reforma e sobre seus compromisso em minimizar transtornos, pedindo até inclusive para eles o ajudem caso vejam algum descaso praticado pela equipe de profissionais que você contratou.

 

Tenha seus vizinhos como aliados nessa empreitada e não como adversários. Além de evitar brigas e manter um bom relacionamento, você ainda serve de exemplo para futuras obras que o seu vizinho também venha a realizar. Amanhã pode ser você no lugar dele.