fbpx

Vá de bicicleta para o trabalho, é bom pra saúde, combate o estresse e a ansiedade e ainda contribui para o trânsito na cidade. É mais simples do que se imagina, tornando-se uma rotina muito mais agradável do que dirigir.

 

A empresa onde você trabalha também pode incentivar a troca do carro pela bicicleta, instalando, por exemplo, bicicletários como fez a Espaço Y (foto em destaque), que facilitam bastante o cotidiano de quem pedala.

 

Abaixo, vamos listar algumas dicas práticas para você começar a pedalar para o trabalho, mas não sem antes lembrar alguns benefícios que esta prática traz a sua vida.

 

Benefícios de ir pedalando.

Pedale para otrabalho

Pedalar para o trabalho contribui imensamente para a saúde.

 

O primeiro benefício é a saúde. Segundo estudo publicado no British Medical Journal, as pessoas que vão para o trabalho de bicicleta corre menos riscos (41%) de morte do que quem dirige ou usa o transporte público. Pedalando, você diminui em 52% o risco de morrer de doença cardíaca e em 40% de morrer de câncer. Sendo que o risco de desenvolver uma doença cardíaca cai 46% e o de desenvolver câncer, em 45%.

 

O segundo benefício está ligado a diminuição do estresse. Quem vai de bicicleta para o trabalho sofre 40% menos de estresse e de ansiedade do que vai de carro ou transporte público, segundo estudo da Stanford Calming Technology Lab [2].

 

Além de tudo isso, existe o benefício coletivo de você estar ajudando a desafogar o trânsito, a reduzir a emissão de gases poluentes, além de economizar com manutenção do carro e combustível.

 

 

Dicas para ir de bicicleta para o trabalho.

Pedalar para o trabalho

É preciso ter alguns cuidados para melhorar ainda mais a experiência de pedalar.

 

 

01. Mesmo morando longe, você pode pedalar uma parte do percurso.

 

Graças aos serviços de bike sharing espalhados pela cidade, é possível você completar parte do seu trajeto pedalando. Na maioria das estações de metrô, e em toda a área central da cidade, é possível descer do transporte público e terminar o resto do caminho em uma dessas bicicletas compartilhadas.

 

Além disso, boa parte dos bairros da cidade já estão conectados por longos trechos de ciclovia como já mencionamos nesse artigo, permitindo transpor distâncias médias com tranqüilidade e rapidez.

 

 

02. Calcule o tempo do percurso.

 

Antes de começar a ir de bicicleta, faça o teste cronometrando quando tempo você leva pedalando até o trabalho. A sua média de tempo raramente irá variar, uma vez que engarrafamentos, manifestações e acidentes no trânsito não retardam o seu deslocamento.

 

A esse tempo some mais uns 15 minutos, programando um tempo extra para recuperar o fôlego, lavar o rosto ou tomar uma ducha e trocar de roupa.

 

 

03. Conheça o caminho e vá devagar.

 

É importante você estar familiarizado com o caminho até o trabalho. Conhecendo o estado da ciclovia e das pistas, se há precariedades que comprometam o seu equipamento ou riscos à sua segurança.

 

Tendo pleno domínio do trajeto, você pode seguir tranquilo e sem pressa, o que além de diminuir os riscos, melhora o passeio e a experiência de pedalar.

 

 

04. Esteja preparado para os contratempos.

 

Ao pedalar é importante levar consigo um kit de ferramentas, e também uma bomba de ar, se tiver espaço na mochila, pois ela poupará tempo na hora de lidar com um pneu furado. E por falar nisso, saiba trocar o pneu da sua bicicleta.

 

Leve uma capa de chuva quando não estiver no período de estiagem e seca, e tenha sempre à mão um pouco de água com você.

 

Por último, leve um cadeado de confiança e um pouco de dinheiro, caso você tenha um imprevisto ou mude de planos devido a algum imprevisto.

 

 

05. Priorize a segurança e o conforto.

“Invista em um selim de qualidade, que te dê o suporte que você precisa na distância até seu trabalho, não te machuque nem asse. Cycle chic ou não, escolha roupas que possibilitem todos os seus movimentos sem preocupação, e que possam sujar. Fazer um mix de roupas sociais e “roupas de bike” pode ser um jeito de deixar a transição do selim para o escritório mais rápida – teste várias combinações e veja o que funciona melhor para você.

 

Existem alguns itens que contribuem em muito com a sua integridade na cidade: luzes traseiras (vermelhas) e dianteiras (brancas), roupas e acessórios em cores claras e chamativas que aumentem a sua visibilidade, e a simples mas muito esquecida sinalização de intenção dentro do trânsito ou na ciclovia (para entrar e sair da ciclovia, mudar de faixa, ultrapassar, virar ou parar).

 

Pedale sempre alerta aos veículos ao seu redor, às outras bicicletas e aos pedestres. Para diminuir suas chances de problemas mecânicos, invista em boas peças, que não vão te deixar na mão.” [3]

 

 

Bicicletário da Espaço Y.

 

Assinado pelo designer Marcelo Bilac, o novo bicicletário é uma peça personalizada com sofisticação e bom gosto para o local a qual foi destinado. Além da beleza, prioriza a praticidade e o aproveitamento do espaço de forma inteligente e integrado ao contexto do local.

 

Pensado para facilitar o cotidiano dos colaboradores da empresa, o bicicletário é aberto para toda a comunidade, feito como incentivo a todos que desejam adotar a bicicleta como meio de transporte.

 

Se interessou pelo tema? Leia outros artigos relacionados clicando nos links abaixo:

 

 

Vivendo em um mundo mais compartilhado

Benefícios de um dia sem carro.

As ciclovias de Brasília e a mobilidade urbana.

 

 

[1] Fonte: British Medical Journal

[2] Fonte: Bhaz

[3] Fonte: ativo.com