fbpx

Comprar na Black Friday pode valer a pena se você evitar certas armadilhas e tiver paciência para monitorar ofertas e promoções. Antes de tudo, deixe o seu espírito consumista de lado e pense na Black Friday como uma oportunidade de se obter algo que há muito tempo você precisa e numa oportunidade melhor.

 

O segredo para fazer valer a pena é ter sangue frio e se planejar para as oportunidades. Veja qual é a sua demanda, se realmente é uma necessidade e pesquise se a mesma entrou em promoção na Black Friday. Dependendo do tipo de coisa que você procura (como gadgets, livros, eletrodomésticos) pode ser que você esbarre com um preço bem vantajoso.

 

Abaixo, explicamos o que é a Black Friday, dando algumas dicas de como aproveitá-la melhor, de modo a fazê-la valer a pena.

 

 

O que é a Black Friday?

Consumo consciente

Antes de tudo, compre apenas o que você realmente precisa.

 

A Black Friday ocorre após o Dia de Ação de Graças (Thanksgiving Day) nos Estados Unidos iniciando o período de compras natalinas. Atento a este movimento de compras e planejando criar mais uma data forte no calendário comercial (como dia das mães, dia dos namorados) os varejistas se uniram para formalizar a última sexta-feira de novembro como uma grande data de promoções e descontos.

 

Mas não se engane, este tipo de abordagem comercial trabalha com o conceito de escassez, isto é, “compre hoje ou perca esta oportunidade”. Isto leva diversas pessoas a comprarem por impulso, comprando não só o que elas nem precisam, como, também, por preços que passam longe de ser uma boa oferta.

 

No Brasil, a Black Friday se formalizou a partir de uma ação de varejo online a partir de 2010. Sendo que hoje já está consolidada entre os consumidores brasileiros que aguardam ansiosamente pelas ofertas do período.

 

 

O que vale a pena na Black Friday?

 

Muitas pessoas aproveitam a Black Friday para comprar artigos de telefonia, eletrodomésticos, decoração, moda e beleza. Embora sejam oscites mais desejados, não são necessariamente os mais vantajosos.

 

Isso porque produtos de custo baixo como livros, cafeteiras e acessórios de informática costumam liderar os descontos conforme pesquisa do portal Zoom. “Artigos de decoração, moda e calçados também são responsáveis por boas surpresas (e ótimos preços). Garrafas de bebidas, como vinho e cervejas, também fazem sucesso na Black Friday, uma ótima oportunidade de montar o estoque para as festas de fim de ano!”  [1]

 

 

Dicas para fazer uma boa compra.

Consumo consciente

Sempre pesquise e compare os preços. Imagem: FreePik

 

Antes de tudo, não compre por impulso. Aproveite a Black Friday para liquidar aquele produto que você está de olho já há bastante tempo, lembrando que nem tudo que queremos nós realmente precisamos. “E se eu encontrar uma oferta irrecusável, uma oportunidade incrível?” Neste caso, faça sempre a pergunta: eu realmente preciso disso?

 

Compare os preços entre as lojas e pesquise se não está mais barato comprando pela internet. Além disso, existem sites que mostram a evolução de preço de certos produtos para você saber se o preço caiu e se a promoção vale a pena.

 

Quando estiver comprando produtos de tecnologia, atente-se se o produto é um modelo atual ou se está saindo de linha. Evite comprar itens que estão ficando obsoletos e são “empurrados” para o mercado bem baratinho para zerar os estoques.

 

Tome cuidado com vendas casadas, “frete grátis” e promoções relâmpago. Às vezes são uma oportunidade, mas na maioria das vezes não são. E por último, junte dinheiro para pagar à vista. Na maioria das vezes, não parcelar a compra pode trazer descontos muito mais interessantes.

 

 

[1] Fonte: Zoom

 

Outros artigos:

 

Atitudes para um consumo consciente.

 

Benefícios da “Segunda sem Carne”.

 

O consumo consciente e a redução do lixo.